1

Esta mulher sobreviveu a um ataque com ácido e agora vai desfilar na semana da moda em NY

Ataques contra mulheres utilizando ácido, que raramente matam, mas deixam severas cicatrizes físicas, psicológicas e emocionais, estão cada vez mais frequentes na Índia, Estima-se que, por ano, aproximadamente 500 mulheres tenham seus rostos queimados em locais públicos, na maioria das vezes por motivo de vingança masculina.

E Reshma Qureshi, de apenas 19 anos, faz parte dessa triste estatística. Em 2014, após denunciar o irmão de seu marido por assédio, Reshma teve seu rosto queimado com o ácido altamente corrosivo, fato que deixou a pele do seu rosto bastante comprometida, além de ter lhe tirado a visão de um dos olhos.

1

No começo, foi extremamente difícil para a jovem conviver com a situação, que chegou até mesmo a pensar em tirar a própria vida. Mas após receber o apoio da ONG Make Love Not Scars, que luta para aumentar o rigor na venda de ácidos na Índia, Reshma recuperou sua autoestima, e passou a publicar vídeos na internet onde dá inúmeras dicas de beleza.

Agora, sua última conquista foi ser escolhida para participar de dois desfiles na Semana de Moda de Nova York, que está acontecendo esta semana na cidade. Convidada pela FTL Moda, empresa que tem como um de seus princípios trabalhar com a inclusão no mundo fashion, Reshma ficou muito emocionada, chegando até a cair em lágrimas quando soube que iria viajar para fora do país pela primeira vez, e espera que sua atitude ajude a empoderar vítimas de ataques de ácido no mundo inteiro.

Fonte: Hypeness

0000

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *