disfuncao-12

Formas de tratar a disfunção sexual no lesado medular

Por Dra. Dariene Rodrigues 

A lesão medular é qualquer tipo de dano causado à medula espinhal, que é a parte fundamental do sistema nervoso central, podendo ser traumáticas (acidentes automobilísticos ou motociclísticos, mergulho, agressão com arma de fogo e quedas) ou não-traumáticas (hemorragias, tumores e infecções por vírus). A lesão pode ser completa, quando não existe movimento voluntário abaixo do nível da lesão ou incompleta, quando há algum movimento ou sensação abaixo do nível da lesão.

Em conseqüências de danos neurológicos, a pessoa com lesão medular sofre alterações na sua função sexual, interferindo na sua ereção, ejaculação, orgasmo e fertilização, de acordo com o grau e nível da lesão. O homem cadeirante (lesado medular) percebe que sua sexualidade está diferente desde a fase hospitalar, quando a sensibilidade fica alterada, podendo ocorrer ereções sem excitação sexual ou em outras situações, desejo e excitação sexual sem ereção.

A ereção que é a entrada de sangue nos corpos cavernosos ocorre quando provocada de forma reflexa, ou psicogênica ou ambas.

A ereção reflexa se dá por estímulo nos órgãos genitais ou regiões próximas e leva à ereção independente de estímulos do cérebro.

A ereção psicogênica é aquela em que os estímulos partem do cérebro, descem a medula e através dos nervos chegarão até os órgãos genitais. Esse tipo de estímulo ocorre freqüentemente quando o homem se depara com situações que causem a excitação ou desejo sexual como, por exemplo, estímulo visual, tátil, cheiros, sons ou pensamentos.

Cada um desses estímulos é comandado por um centro medular e é por isso que o local da lesão altera a parte de ereção de forma diferente e poderá definir o tratamento a ser seguido.

Já a fertilidade também está freqüentemente alterada devido à ausência de ejaculações e às alterações na quantidade e qualidade do esperma. Em alguns casos decorrentes pelas infecções urinárias que são bastante comuns em quem tem esse tipo de lesão.

Porém, poucos lesados medulares sabem que existem formas de tratar as disfunções sexuais e que estas, não são um empecilho para aqueles que pretendem ter filhos.

É preciso que o problema seja avaliado pelo médico podendo ser resolvido com medicamentos via oral ou injetável. Caso não seja possível uma boa ereção com os tratamentos clínicos aí será necessário pensar em implante peniano que dará uma boa rigidez ao pênis do paciente. O tipo de implante a ser utilizado será definido com base no quadro clinico do paciente, na destreza em lidar com o implante e mesmo condição financeira do mesmo. Já o uso de implantes infláveis são altamente recomendados em pacientes que necessitam se auto sondar.

Também devemos enfatizar que todo lesado medular necessita primar pelos cuidados de higiene: este aspecto tão óbvio, às vezes não é seguido, levando a problemas de descontrole esfincteriano na hora do ato sexual.

E tão importante quanto tentar melhorar a parte física do paciente para conseguir uma boa relação sexual é fundamental muito diálogo e sintonia entre o casal para superar as dificuldades das limitações e fornecer uma qualidade de vida sexual bastante satisfatória.

Conhece as Calças Adaptadas da Lado B, que facilitam a prática do cateterismo e facilitam o uso de fralda ou bolsa coletora? Confira!

como comprar

7 comentários em “Formas de tratar a disfunção sexual no lesado medular”

  1. olá gostei do assunto, muito esclarecedor,eu sou cadeirante,com sequela de meningomielocele, tenho sensibilidade reduzida da cintura pra baixo, não posso caminhar. Pois bem, eu uso fralda desde que nasci, até minha adolescência usava de pano, a partir daí comecei usar descartável, por ser mais higiênica e reduzir infecção urinária a zero. já usei sonda de cateterismo, mas por ser invasiva tive infecção, quase morri, e parei, continuei na fralda,
    agora este ano em fevereiro descobri o RETEMIC (remédio pra controlar a bexiga), já estou regulando a ida ao banheiro 4x por dia e não me molho mais de urina na roupa, fico seco o dia todo, e fico confortável sem sentir a bexiga cheia,
    mas preciso arrumar um jeito de parar de usar a fralda, pois como a fralda descartavel é algodao e plástico, provoca abafamento lesionando a pele, e por consequência ainda prejudicando a ereção peniana,
    bom minha ereção é psicogênica, não consigo controlar, as vezes ela dura segundos, minutos as vezes acordo com ereção,
    aqui vem o problema, não consigo usar o URIPEN (sonda de camisinha), pois ao colocar a camisinha no penis e fixar com esparadrapo daqui alguns instantes a ereção termina deixando o penis retraído soltando assim o esparadrapo,
    o que posso fazer, não aguento mais, preciso qualidade de vida. podem ficar a vontade e mandar sugestões no meu e-mail descrito acima.

    1. Olá, José!
      Seja bem vindo a Lado B Moda Inclusiva.
      Uma sugestão seria você usar um tipo de “cola” para “fixar” o uripen ao pênis, assim evitará o desconforto e receio que o mesmo se solte…

    2. Olá, Bom Dia, José Leandro.
      Seja bem vindo a Lado B Moda Inclusiva.
      No seu caso, você terá as opções de alternar o uso com a calça plástica (fralda), uripen, assim como, o uso oral do retimic.
      Sugestão: Poderia manter o uso do Retimic e realizar a prática do cateterismo (5 vezes ao dia), além de beber pelo menos 2 litros de água durante o dia. Dessa forma, você não terá necessidade de fazer uso de fralda e também poderá prevenir infecção urinária.
      Já no período noturno você poderá fazer o uso da fralda ou do uripen (não use esparadrapo, pois o mesmo poderá provocar lesão no pênis. Há uma “cola” própria para que possa fixar a “camisinha”. A mesma você encontrará em loja de produtos médicos/ortopédicos).
      Qualquer dúvida sobre os procedimentos procure o seu médico ou volte a entrar em contato.
      Abraço

  2. Sou cadeirant, a 14 anos e só faço, sexo oral gostaria de fazer sexo,com meu penis minha ereção dura alguns minutos,gostaria, de uma opinião, queria fazer sexo normal, minha, mulher chega no orgasmo, mais eu não

    1. Sílvio, Bem vindo a Lado B Moda Inclusiva!

      A minha recomendação é que procure um urologista. O mesmo poderá indicar algum remédio para a sua disfunção erétil ou algum tipo de prótese peniana.
      Obrigado pelo contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *